segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Mesa Redonda #2 - Imagine Cup 2017 e Eventos da comunidade .NET

domingo, 29 de junho de 2014

Formatação Condicional no Excel 2013

Microsoft Excel 2013 apresenta um novo recurso que permite diferenciar os dados em um piscar de olhos: a formatação condicional. 
Esta ferramenta prática vai aplicar cores de fonte e fundo da célula, dependendo das condições que você definiu - se você quer destacar qualquer célula que possui um nome ou data específica, por exemplo, ou diferenciar valores numéricos altos, médios e baixos. Siga estas instruções para configurar sua própria formatação condicional em alguns passos simples.

1. Selecione as células que você deseja formatar.


2. Clique em "Formatação Condicional" na Faixa de Opções.


3. Passe o mouse sobre "Realçar Regras das Células" no menu drop-down.


4. Clique em "texto que contém" no menu drop-down.


5. Selecione o texto que deseja formatar no "texto que contém" janela pop-up.


6. Escolha o formato do "texto que contém" janela pop-up. verifique as opções disponíveis.


Rápido não é mesmo.


Até a próxima...

terça-feira, 4 de março de 2014

Dicas para corrigir problemas comuns de drivers

Quando o hardware instalado ou acoplado em um computador não funciona corretamente, em geral a causa é um problema de driver.
Aqui estão alguns problemas comuns relativos aos drivers e maneiras de resolvê-los.
Um driver é um pequeno programa que permite ao dispositivo de hardware se comunicar com o computador.

Acabei de instalar um novo dispositivo de hardware que não está funcionando corretamente.

Se o hardware não funcionar da forma correta, pode ser necessário um novo driver —independentemente de o driver ter sido instalado há pouco tempo ou de ter sido instalado na época da aquisição do computador. Todo dispositivo necessita de um driver que lhe permita se comunicar com o computador. Ocasionalmente, os drivers precisam ser atualizados. Todos os drivers devem ser compatíveis com esta versão do Windows.
Os drivers são entregues, na maior parte das vezes, com o Windows, podendo ser encontrados no Windows Update, no Painel de controle e por meio da verificação de atualizações. Se o Windows não contiver o driver necessário, em geral é possível encontrá-lo no disco entregue com o hardware ou dispositivo a serem usados, ou no site do fabricante.
Há inúmeras coisas que podem ser tentadas quando um dispositivo não está funcionando bem:
  • Verificar se há drivers atualizados disponíveis, por meio do Windows Update. Quando você verificar o Windows Update, clique em Exibir atualizações disponíveis para determinar se há um driver atualizado disponível para o dispositivo. Para obter mais informações, consulte Instalar Windows atualizações.
  • Verifique se o dispositivo de hardware é compatível com o computador e com a versão do Windows. Caso contrário, será necessário localizar o driver correto. Consulte as informações que vieram com o dispositivo. Você pode também pesquisar o dispositivo no site Windows Vista Lista de Compatibilidade de Hardware (HCL). Esse site contém uma lista abrangente de computadores e dispositivos que foram testados para funcionar com o Windows Vista.
  • Muitos dispositivos exigem um driver especial para funcionar corretamente. Verifique se instalou os discos de software que vieram com o dispositivo.
  • Reinicie o computador. Pode ser necessário reiniciar se o driver assim o exigir ou se o driver não tiver sido instalado corretamente.
  • Se o dispositivo for USB (barramento serial universal), desconecte-o e conecte-o a uma porta USB diferente. O Windows deve detectar o dispositivo e instalar os drivers, notificando você caso os drivers de dispositivo não se instalarem apropriadamente.

Acabo de instalar novos drivers para hardware, do Windows Update, e desejo me certificar de que obterei as futuras atualizações.

É importante definir o Windows para fazer download e instalar automaticamente as instalações. Mesmo que você tenha o Windows Update configurado para instalar automaticamente as atualizações importantes no computador, ele talvez não esteja configurado para instalar todos os drivers de atualizações encontrados no hardware, uma vez que nem todos são classificados como importantes. Para obter todas as atualizações é preciso ativar também as atualizações recomendadas. Seguindo estas etapas, você talvez nunca tenha que verificar atualizações de drivers nem se esforçar para que determinado dispositivo funcione.

Para ativar a atualização automática

  1. Abra o Windows Update clicando no botão IniciarImagem do botão Iniciar, em Todos os programas e depois clicando em Windows Update.
  2. No painel esquerdo, clique em Alterar configurações.
  3. Clique em Instalar atualizações automaticamente (recomendado.
  4. Em Atualizações recomendadas, marque a caixa de seleção Incluir as atualizações recomendadas ao baixar, instalar ou notificar-me sobre atualizações, depois clique em OKÉ necessário ter permissão do administrador Se você for solicitado a informar uma senha de administrador ou sua confirmação, digite a senha ou forneça a confirmação.
Para assegurar que você obterá os drivers de hardware mais recentes, defina o Windows para que ele baixe automaticamente as atualizações recomendadas

O dispositivo funcionava, mas parou.

Eis aqui alguns procedimentos que você pode executar:
  • Drivers atualizados podem estar disponíveis em Windows Update. Quando você verificar o Windows Update, clique em Exibir atualizações disponíveis para determinar se há um driver atualizado disponível para o dispositivo. Para obter mais informações, consulte Instalar Windows atualizações.
  • Caso não encontre um novo driver em Windows Update, nem no site do fabricante, localize o disco que veio com o dispositivo e insira-o na unidade de CD do computador. Com o disco na unidade de CD, atualize o driver de dispositivo. Consulte Reparar ou atualizar um driver.

Não consigo me conectar com a Internet para atualizar meus drivers.

Você deve estar com logon de administrador para realizar essas etapas.
Se você não tiver uma conexão com a Internet, convém atualizar o driver de adaptador de rede manualmente. Se você tiver o disco que veio com o dispositivo, insira-o na unidade de CD e siga as etapas para atualizar o driver manualmente.
Se não encontrar o disco, tente conectar-se à Internet de outro computador e baixar o driver de dispositivo do site do fabricante. Quando tiver os arquivos do driver de dispositivo, copie-os para o computador com um problema. Siga estas etapas para atualizar o driver manualmente.
  1. Para abrir o Gerenciador de Dispositivos, clique no botão IniciarImagem do botão Iniciar, em Painel de Controle, em Sistema e Manutenção e, depois, em Gerenciador de Dispositivos.‌ É necessário ter permissão do administrador Se você for solicitado a informar uma senha de administrador ou sua confirmação, digite a senha ou forneça a confirmação.
  2. No Gerenciador de Dispositivos, localize o dispositivo em Adaptadores de rede e clique duas vezes no nome do dispositivo.
  3. Clique na guia Driver, depois clique em Atualizar Driver.
  4. No assistente para Atualização de Software de Driver, clique em Procurar software de driver no computador.
  5. Clique no botão Procurar e vá para o local do computador em que você salvou os arquivos do novo driver.
  6. Clique em OK e em Avançar para instalar o driver.

Em 8 de abril de 2014, o suporte ao Windows XP terminará. Mantenha seu computador protegido. Saiba mais

quarta-feira, 6 de junho de 2012

CURSO GRAVAÇÃO CD AUDIO - parte II


Gravar um CD ou DVD no Windows Media Player

Você pode usar o Windows Media Player para copiar músicas, imagens e vídeos da sua biblioteca para um CD ou DVD em branco. Esse processo é conhecido como gravação.
Gravação de um CD no Windows Media Player
Existem muitos motivos para você usar o Player para gravar arquivos de mídia em um disco. Por exemplo, se você estiver planejando uma longa viagem, talvez queira selecionar uma combinação de músicas da biblioteca do player e gravá-las em CDs de áudio para reprodução no seu carro. As músicas escolhidas podem ser conhecidas que você já copiou na sua coleção de CDs ou podem ser músicas inéditas recém-adquiridas de uma loja online.
As seções a seguir descrevem os tipos de discos que podem ser criados no Player, o equipamento e os materiais necessários e as instruções passo a passo para a gravação de diferentes tipos de discos.

Tipos de discos que podem ser gravados

O Windows Media Player oferece a você a opção de gravar três tipos de discos: CDs de áudio, CDs de dados e DVDs de dados. O tipo de disco a ser usado dependerá do que você deseja copiar (por exemplo, somente músicas ou uma combinação de músicas, vídeos e imagens), da quantidade de material que será copiada (por exemplo, um único álbum ou dezenas deles) e do tipo de dispositivo que você deseja usar para executar o disco (por exemplo, um computador ou CD player de um carro).

Tipo de disco
Descrição
CD de áudio
Ideal para criar CDs de músicas personalizados em qualquer aparelho doméstico ou veicular.
·         Conteúdo: somente música
·         Capacidade: até 80 minutos
·         Dispositivo de reprodução: quase todos os CD players, incluindo os encontrados em aparelhos de som, os próprios para carros e computadores.
CD de dados
Uma ótima opção se você tiver muitas músicas e um CD player no carro capaz de executar arquivos WMA (o tipo de arquivo de música que a maioria das pessoas possui em suas bibliotecas). Também é conveniente para o backup dos seus arquivos de mídia.



·         Conteúdo: música, imagens e vídeos
·         Capacidade máxima: cerca de 700 MB (quase 8 horas de música)
·         Dispositivo de reprodução: computadores e alguns CD e DVD players. O dispositivo deve oferecer suporte aos tipos de arquivo adicionados ao disco, como WMA, MP3, JPEG ou WMV (Windows Media Video).
DVD de dados
Devido à maior capacidade, esse tipo de disco é usado para as mesmas finalidades de um CD de dados, mas principalmente se você tiver uma quantidade muito maior do que o limite de um simples CD de dados.
·         Conteúdo: música, imagens e vídeos
·         Capacidade: cerca de 4,7 GB (quase 54 horas de música)
·         Dispositivo de reprodução: computadores e alguns DVD players. O dispositivo deve oferecer suporte aos tipos de arquivo adicionados ao disco, como WMA, MP3, JPEG ou WMV.

O que será necessário

Para começar, você precisará do seguinte:
·         Uma unidade de gravação de CDs ou de DVDs (também conhecida como gravador de CD ou de DVD).
Quase todos os computadores recentes incluem um gravador de CD que permite a gravação de CDs de áudio e de dados. Alguns computadores incluem uma combinação de gravador de CD/DVD que permite a gravação de CDs de áudio, de dados e de DVDs de dados.
Em caso de dúvida sobre o seu tipo de gravador. 

·         Um CD ou DVD em branco.
O tipo de disco em branco necessário dependerá do tipo de gravador que você possui e do tipo de disco que está tentando criar.
Para CDs de áudio, a sua melhor aposta será o formato CD-R, já que ele é relativamente barato e compatível com uma variedade maior de dispositivos de reprodução.

Para os CDs de dados, o CD-R é suficiente para as necessidades da maioria das pessoas. No entanto, se você quiser apagar o disco mais tarde e adicionar novos arquivos, escolha CD-RW. Basta saber que os discos CD-RW em branco são normalmente mais caros do que os discos CD-R em branco e nem todos os CD players conseguem reproduzir discos CD-RW.
Para os DVDs de dados, escolha DVD-R ou DVD+R se precisar adicionar arquivos ao disco uma só vez. Escolha DVD-RW ou DVD+RW se quiser apagar o disco mais tarde e adicionar novos arquivos. Observe que alguns gravadores de DVDs oferecem suporte a todos esses tipos de discos em branco e que outros só oferecem suporte a certos tipos. Para obter mais informações, consulte a documentação fornecida com o computador.

Gravar um CD de áudio

Se você quiser criar um CD de música padrão para executar em quase todos os CD players, escolha a opção CD de Áudio.
Durante a gravação de um CD de áudio, o Windows Media Player faz cópias temporárias dos arquivos WMA e MP3 da sua lista de gravação, converte as cópias em outro formato (conhecido como PCM) e salva as cópias convertidas no disco.
1.      Clique na guia Gravar, clique na seta abaixo da guia Gravar e depois clique em CD de Áudio (a opção padrão).
Selecionando a opção de gravação "CD de Áudio"
2.      Insira um disco CD-R em branco em seu gravador de CD.
Se a caixa de diálogo Reprodução Automática for exibida, feche-a.
Se o seu computador tiver dois gravadores de CD, clique no link Próxima Unidade para ir até o gravador que você deseja usar.
Se o Player não reconhecer que você inseriu um disco ou que existe um gravador.
  1. Se necessário, clique no botão do painel Limpar Lista (X)  para remover todos os itens da lista de gravação anterior.
4.      Localize os itens na biblioteca que você deseja copiar para o CD de áudio.
Por exemplo, você pode procurar um determinado álbum, navegar em busca de músicas individuais de álbuns diferentes ou localizar uma lista de reprodução criada anteriormente.
5.      Para criar uma lista de gravação, arraste os itens do painel Detalhes (no centro da biblioteca) até o painel Lista (no lado direito da biblioteca).
Arrastando itens da biblioteca até uma lista de gravação
6.      Se você quiser alterar a ordem das músicas na lista de gravação, arraste uma música para cima ou para baixo.
Arrastando um item até uma posição inferior em uma lista de gravação
7.      Se você quiser remover uma música da lista de gravação, clique com o botão direito do mouse nessa música e clique em Remover da Lista.
Não se preocupe: remover uma música da lista de gravação não a exclui da biblioteca ou do computador.
Removendo um item de uma lista de gravação
8.      Quando estiver satisfeito com a lista, clique em Iniciar Gravação.
A gravação de um disco pode levar vários minutos.
Se o número de músicas em sua lista de gravação for maior do que cabe em um CD de áudio, você terá a opção de gravar os itens restantes em um segundo CD em branco.

Observação

Como o Windows Media Player não oferece suporte ao Texto de CD padrão, os CDs de áudio que você gravar não incluirão as informações sobre mídia dos seus arquivos WMA ou MP3 originais. Isso significa que, se você gravar um CD de áudio com músicas de vários álbuns e tentar executar esse CD em outro computador, talvez o outro computador não seja capaz de exibir automaticamente os nomes das músicas.

Gravar um CD de dados ou um DVD de dados

Se você quiser criar um disco capaz de armazenar várias horas de música (em vez de um CD de áudio, que só armazena cerca de 80 minutos de música), escolha a opção CD de Dados ou DVD. Embora a maioria das pessoas esteja acostumada e inserir arquivos de música em CDs e DVDs de dados, você também pode adicionar arquivos de imagem e vídeo da sua biblioteca aos seus discos de dados.
Ao contrário de gravar um CD de áudio, o Windows Media Player não converte seus arquivos em outro formato antes de os salvar em um disco de dados. Ele simplesmente copia os arquivos no estado em que eles se encontram. Como os arquivos permanecem em um estado compactado, você pode incluir mais itens em um disco. Além disso, não haverá perda de qualidade devido à conversão de formatos, e todas as informações de mídia nos arquivos serão mantidas.

No entanto, há uma desvantagem significativa na gravação de um CD ou DVD de dados, em vez de um CD de áudio: o CD ou DVD player usado na execução dos CDs ou DVDs de dados deve ser compatível com os tipos de arquivo inseridos no disco. Por exemplo, se todas as suas músicas estiverem no formato WMA, e o CD player do seu automóvel só oferecer suporte para arquivos MP3, será necessário usar outro programa para convertê-las no formato MP3, adicionar os arquivos MP3 à sua biblioteca e usar o Player para gravá-los em um CD de dados. Para encontrar um programa de conversão de áudio, tente pesquisar "conversor de arquivos wma - mp3" na Web.
1.      Clique na guia Gravar, clique na seta abaixo da guia Gravar e depois clique em CD ou DVD de Dados.
Selecionando a opção de gravação "CD ou DVD de Dados"

2.      Insira um disco em branco em seu gravador de CD ou DVD.
Se a caixa de diálogo Reprodução Automática for exibida, feche-a.
Se o seu computador tiver dois gravadores de CD ou DVD, clique no link Próxima Unidade para ir até o gravador que você deseja usar.
Se o Player não reconhecer que você inseriu um disco ou que existe um gravador.
  1. Se necessário, clique no botão do painel Limpar ListaImagem do botão do painel Limpar Lista para remover todos os itens da lista de gravação anterior.
4.      Localize os itens na biblioteca que você deseja copiar para o disco.
Por exemplo, você pode procurar um determinado álbum, navegar em busca de músicas individuais de álbuns diferentes ou localizar uma lista de reprodução criada anteriormente.
5.      Para criar uma lista de gravação, arraste os itens do painel Detalhes (no centro da biblioteca) até o painel Lista (no lado direito da biblioteca).
Arrastando itens da biblioteca até uma lista de gravação
6.      Se você quiser alterar a ordem dos itens na lista de gravação, arraste o item para cima ou para baixo na lista.
Arrastando um item até uma posição inferior em uma lista de gravação
7.      Se você quiser remover um item da lista de gravação, clique com o botão direito do mouse nesse item e clique em Remover da Lista.
Não se preocupe: remover um item da lista de gravação não o exclui da biblioteca ou do computador.
Removendo um item de uma lista de gravação
8.      Quando estiver satisfeito com a lista, clique em Iniciar Gravação.
Durante a gravação do disco, uma barra de progresso é exibida para cada item. A gravação de um disco pode levar vários minutos.
Se o número de itens de sua lista de gravação for maior do que cabe em um disco, você terá a opção de gravar os itens restantes em um segundo disco.

Observação

Um DVD de dados é diferente de um disco de DVD em Vídeo (o tipo de DVD que você aluga, por exemplo). O Windows Media Player não pode gravar discos de Vídeo DVD. Porém, se o seu computador estiver executando o Windows Vista Home Premium ou o Windows Vista Ultimate, você poderá usar o Criador de DVD do Windows para gravar esse tipo de música.

Observação

O uso e/ou a duplicação não autorizada de materiais protegidos por direitos autorais pode ser uma violação da lei de direitos autorais nos Estados Unidos e/ou em outros países ou regiões. Os materiais protegidos por copyright incluem, sem limitação, software, documentação, elementos gráficos, versos, fotografias, clip-art, animações e clipes de música ou de vídeo, além de som e música (inclusive no formato MP3 codificado). Se você violar as leis de direitos autorais internacionais e norte-americanas, estará sujeito às penalidades civis e/ou criminais aplicáveis.

Copiar música de um CD

Você pode usar o Windows Media Player para copiar músicas de CDs de áudio para o seu computador. Esse processo é conhecido como cópia de CD.
Durante o processo de cópia, o player faz uma cópia de cada música, armazena essa cópia no disco rígido como um arquivo compactado WMA (Áudio do Windows Media) ou MP3 e depois a adiciona à sua biblioteca.
Copiando um CD no Windows Media Player
Depois de copiar sua coleção de CDs, você pode usar o Player para executar um dos seguintes procedimentos:
·         Localizar e reproduzir qualquer música no seu computador com apenas alguns cliques rápidos (não é mais necessário revirar pilhas de CDs).
·         Sincronizar suas músicas favoritas no computador com um dispositivo portátil, como um MP3 player ou um Smartphone ou Pocket PC baseado no Windows, para que você possa ouvir músicas o tempo todo.
·         Gravar um CD personalizado para reprodução no carro ou em um aparelho de som.

fonte: microsoft.com

terça-feira, 5 de junho de 2012

CURSO GRAVAÇÃO CD AUDIO


O que é MP3?
Você já deve ter ouvido falar que MP3 é a revolução musical da Internet. Mas alguém já explicou do que se trata exatamente? A sigla MP3 vem de MPEG Audio Layer-3, um formato de arquivo que permite ouvir músicas no computador com ótima qualidade. Assim como os antigos LP, K7 e o nem tão antigo CD, o MP3 vem se destacando como o principal formato de arquivos musicais e áudio em geral.
Como surgiu
Em 1987 o Institut Integrierte Schaltungen (ISS), na Alemanha, começou a trabalhar em uma codificação perceptual (um método que consiste em somente utilizar as freqüências sonoras que são captadas pelo ouvido humano) para Transmissão Digital de Áudio (Digital Audio Broadcasting). O resultado do trabalho foi um algoritmo de compressão de áudio sem perda de qualidade, o MPEG Audio Layer-3, que ficou mundialmente conhecido como MP3.
A grosso modo, pode-se dizer que o MP3 corta as partes inúteis da música, deixando apenas as frquências perceptíveis pelo ouvido humana. Isto permitiu que os arquivos ficassem menores, pois não há “excesso de informações”, apenas o que realmente interessa.

O Napster
Napster foi o primeiro programa de compartilhamento em massa de arquivos MP3 através da tecnologia ponto-a-ponto (peer-to-peer) e o principal responsável por hoje existir diversos programas do gênero.
Criado em 1999 por Shawn Fanning, o programa tinha como principal objetivo facilitar o compartilhamento de músicas MP3 na Internet, o que na época não era tarefa fácil, pois demandava muitas ferramentas e principalmente de paciência. No início de 2000, o programa começou a ganhar popularidade e Napster se tornou uma empresa, com o número de usuários quadruplicando a cada semana.
Em meados de 2001, a empresa não resistiu a diversas ações legais movidas por gravadoras e bandas como Metallica, que acusavam a companhia de violar os direitos autorais, e desligou seus servidores. Napster abriu as portas para outros softwares de compartilhamento que existem até hoje e revolucionou o conceito de música na Internet.

Programas
Existem diversos programas para reproduzir, gravar ou montar álbuns de MP3. Um dos principais softwares é o Windows Media Player, o player padrão da Micrsoft que traz diversas ferramentas e opções de exibição. Em seguida vem o Real Player, compatível com diversos formatos e logo atrás o popular Winamp. Na seção players de MP3 do Baixaki você encontra as mais variadas opções de programas para reproduzir suas músicas. Aproveite e escolha o seu.


 

Finalizamos aqui a primeira parte do nosso curso com a história do MP3, em nosso proximo post ensinaremos alguns caminhos para baixar com qualidade e segurança musicas na internet e em nossa terceira e ultima postagem faremos nossa gravação em CD utilizando softwares apropriados ou o próprio windows. MOLEZA!!!
até mais...

sábado, 2 de junho de 2012

Como remover um vírus do MSN?

Seu MSN pode estar infectado sem que você saiba. Vacine seu comunicador e acabe com as mensagens importunas para seus amigos.
Fazendo jus à rotulação de praga, os vírus do MSN se proliferam com grande facilidade pelos sistemas que não recebem a atenção necessária. Toda vez que você recebe uma mensagem “genérica” de amigos ou desconhecidos, é sinal de que a peste está se reproduzindo.
O pior de tudo é que antivírus e outros softwares para a segurança geral do computador têm dificuldade em reconhecer essas ameaças. É como se o Messenger fosse um ecossistema à parte com suas próprias exigências e costumes. O jeito é apelar para as ferramentas especializadas na remoção de vírus do MSN.
A infecção
Assim como os malwares transmitidos por email, as pragas do Windows Live Messenger se utilizam de mensagens fraudulentas. Dentro dela, há sempre um link atraente como “fotos do final de semana” ou notícias sensacionalistas. Caso a curiosidade fale mais alto do que a prudência em evitar o clique, seu Messenger está condenado.



Fazer um scan com antivírus comuns de nada adianta e, mesmo após a desinstalação do programa, o pestilento continua escondido no sistema. Considerá-lo inofensivo e deixá-lo sossegado é um erro, pois neste exato instante, ele pode estar bombardeando seus amigos com mensagens peçonhentas. Felizmente, esse caso tem solução, e bastante simples: basta aplicar um dos programas abaixo.
Scan neles!
Após instalar o Clean Virus MSN, clique em “Scan” para varrer a memória do computador e arquivos do sistema em busca de vírus. O processo pode demorar um pouco, mas certamente é bastante efetivo.



Com uma interface mais simples e tradução para nosso idioma, MSN Virus Removal também é uma ótima opção. Antes de iniciar a busca, o usuário precisa apontar uma pasta para backup do programa.


Além de encontrar e remover vírus do MSN, AOL Messenger e Yahoo! Messenger, MSNCleaner apresenta diversas ferramentas para o sistema. Isso é bom para a manutenção da máquina, mas tantas opções diferentes podem confundir a cabeça dos usuários.


Como boa prática, repita o processo periodicamente e fique com a consciência tranquila. E lembre-se: segurar o impulso de clicar em tudo que vê pela frente é muito bom para a saúde do seu MSN e de todo o sistema.


Para a querida aluna: Ingrid Lara

fonte: Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/5355-como-remover-um-virus-do-msn-.htm#ixzz1wf4CuOe5

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

COMO FAZER UM JOGO DE TABULEIRO NO EXCEL

Com o Programa Excel, opção 'Arquivo', 'Novo', modelo 'Jogos', ou 'Diverta-se'.
Conforme a figura abaixo mostra.
O Excel abrirá um jogo pronto, você pode apagar, inserir e modificar informações sobre este.

Bom Divertimento e Aprendizagem!